Saber o que é uma Enxaqueca é o primeiro passo para se livrar dela.

Cada pessoa pode sentir e experienciar a enxaqueca de forma diferente. Esta variabilidade, aliada ao desconhecimento e à dificuldade em entender a natureza exacta da doença, levou a que se tivessem construído muitos mitos e ideias erradas.

A enxaqueca é uma dor de cabeça forte

A enxaqueca é uma doença… a dor de cabeça é apenas um dos (vários) sintomas! A dor de cabeça (cefaleia) pode ter diversas causas e origens, mas, por regra, no caso da enxaqueca, fazem-se acompanhar por um ou mais sintomas muito distintos: náuseas, vómitos e sensibilidade à luz, aos cheiros intensos e ao som.

A cefaleia associada à enxaqueca é causada pela dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, enquanto que a dor associada a uma dor de cabeça “normal” é causada por uma vasoconstrição, ou seja, pelo estreitamento dos vasos sanguíneos. Desta forma, os medicamentos normalmente utilizados para tratar uma “simples dor de cabeça” podem até exacerbar a enxaqueca.

A enxaqueca é psicológica

A enxaqueca não é uma disfunção psicológica, mas sim uma doença neurológica, provocada por factores físicos e químicos no nosso cérebro. Os sintomas são desencadeados quando algum dos “gatilhos” fisiológicos causa dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro. Estes reagem libertando substâncias químicas (ex: serotonina), as quais precipitam a enxaqueca.

ENXAQUECA É PSICOLÓGICA

As pessoas que sofrem de enxaqueca são preguiçosas. A enxaqueca não é razão para faltar à escola nem ao trabalho.

A enxaqueca é uma doença bem conhecida e documentada ao longo da História, com um efeito devastador nas relações sociais, profissionais e familiares. A dor de cabeça associada à enxaqueca é realmente incapacitante e pode prolongar-se por horas ou até mesmo dias. Infelizmente, algumas pessoas que sofrem de enxaqueca não só têm de lidar com este tipo de dor, como também têm de suportar a falta de compreensão da sociedade face a esta doença.

Faltar ao emprego ou à escola não é uma questão de “preguiça”, mas sim uma consequência (e, por vezes, uma parte importantíssima do tratamento dos sintomas) desta condição de saúde.

Qualquer médico pode tratar a enxaqueca

Teoricamente, qualquer médico pode, realmente, ajudar a tratar a enxaqueca, mas os médicos realmente especializados nesta patologia são os Neurologistas. O diagnóstico e o tratamento adequados desta doença podem constituir um grande desafio para alguns médicos, pelo que, se tem sintomas de enxaqueca, deve consultar um especialista, para que possa obter uma ajuda realmente eficaz.

Só as mulheres é que sofrem de enxaqueca

Apesar de muito conotada com o ciclo menstrual, esta doença não é um exclusivo do sexo feminino. Na verdade, em termos estatísticos, tanto os homens como as mulheres estão sujeitos a sofrer com esta patologia, muito embora as mulheres pareçam ser um pouco mais atreitas a esta doença.

ENXAQUECA DOR DE CABEÇA

A enxaqueca é uma doença que só afeta os adultos

As enxaquecas podem começar em qualquer idade, pelo que as crianças também estão sujeitas a sofrer desta doença. Muito embora a enxaqueca, geralmente tenha tendência a surgir a partir da adolescência (ou a partir da primeira menstruação, nas meninas), existem, realmente, vários casos de crianças afectadas por esta patologia. É importante estar atento aos sintomas, principalmente em crianças mais novas, que não conseguem explicar correctamente o que sentem.

Não há nada a fazer para quem sofre de enxaqueca

Este mito faz com que muitas pessoas não procurem ajuda nem recebam nenhum tipo de tratamento. De facto, não existe uma cura para a enxaqueca, mas existem soluções que minimizam e controlam a doença! O seu médico especialista poderá ajudar a identificar e a evitar os “gatilhos” que precipitam os sintomas e a recomendar tratamentos específicos para prevenir e tratar as crises.

Deixe o seu Comentário